Igreja Batista Koinonia. 

  • Preto Ícone Instagram
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon

Pastoral 29/09/2019

SURPREENDIDOS PELAS TEMPESTADES DA VIDA

“Levantou-se um forte vendaval, e as ondas se lançavam sobre o barco, de forma que este ia se enchendo de água” (Marcos 4:37)

Por favor, leia o texto de Marcos 4:34-42. Ele nos apresenta algumas tensões que enfrentamos nas tempestades da vida. Vamos observar algumas.

Em primeiro lugar, como conciliar a obediência a Cristo com a tempestade (Marcos 4:35). Os discípulos entraram no barco por ordem expressa de Jesus e mesmo assim, enfrentaram a tempestade. Eles estavam no centro da vontade de Deus e ainda enfrentaram ventos contrários. Eles estavam onde Jesus os mandou estar, fazendo o que Jesus os mandou fazer, indo para onde Jesus os mandou ir e mesmo assim, enfrentaram uma terrível tempestade.

Jonas enfrentou uma tempestade porque desobedecia a Deus; os discípulos porque obedeciam. Você tem enfrentado tempestade pelo fato de andar com Deus, de obedecer aos mandamentos de Jesus? Você tem sofrido oposição e perseguição por ser fiel a Deus?. Há momentos que sofremos, não por estarmos na contramão, mas por andarmos pelo caminho direito. O mundo odiou a Cristo e também vai nos odiar. Seremos perseguidos por vivermos na luz.

Em segundo lugar, como conciliar a tempestade com a presença de Jesus (Marcos 4:35, 36). O fato de Jesus estar conosco não nos poupa de certas tempestades. Ser cristão não é viver numa redoma de vidro, numa estufa espiritual. O céu não é aqui. Jesus foi a uma festa de casamento e mesmo ele estando lá, faltou vinho. Um crente que anda com Jesus pode e muitas vezes enfrenta também terríveis tempestades. A tempestade ajudou os discípulos a entenderem que podemos confiar em Jesus nas tempestades da vida.

Em terceiro e último lugar, como conciliar a tempestade com o sono de Jesus. Talvez o maior drama dos discípulos não foi a tempestade, mas o fato de Jesus estar dormindo durante a tempestade. Na hora do maior aperto dos discípulos, Jesus estava dormindo. Quando Jesus fez cessar o vento e o mar, e eles se acalmaram como uma criança que se aquieta diante da ordem e autoridade do pai, Mateus diz que os discípulos se maravilharam. Marcos diz que eles temeram grandemente. Antes eles tinham medo da natureza. Agora eles temem o criador da natureza. Antes eles estavam amedrontados pelo vento, agora estão cheios de temor pelo Senhor do vento. Agora eles estão cheios de temor e admiração diante do poder de Jesus.

Minha pergunta é: a quem você teme: as circunstâncias ou o Senhor das circunstâncias?

Extraído e Adaptado.

Uma semana abençoada

Pr. Cláudio Melo